16.11.15

Dor de cabeça

voltar

De olho no vestibular: Dicas para ajudar a evitar a dor de cabeça

Quem está se preparando para o vestibular sabe bem: do nada vem uma dor de cabeça daquelas e acaba com todo o foco e concentração. Você quer muito - e precisa! - estudar, mas não consegue por causa da dor. Mas, sem estresse! Fique tranquilo, nós temos algumas dicas para ajudar a  evitar a dor de cabeça. Mande-a para bem longe e foco no vestibular!
 
De onde vem a dor de cabeça?
A enxaqueca, classificada como dor de cabeça primária (que não possui um fator determinante específico) diminui nosso desempenho e bem-estar¹ e é uma das arqui-inimigas dos vestibulandos. Ela pode ser moderada ou intensa, episódica ou contínua, e ainda pode vir acompanhada de náuseas e sensibilidade à luz ou sons¹
 
Acredita-se que a principal causa para o surgimento da enxaqueca seja a dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro. Essa vasodilatação tem forte associação com a serotonina¹, um neurotransmissor responsável por regular várias funções, como humor, sono e apetite, além de também ser responsável por controlar a dilatação dos vasos sanguíneos¹.
 
Foco nos estudos: como evitar esta dor de cabeça
Para retomar os estudos com tranquilidade, primeiro é preciso mandar a dor para bem longe. Para isso, reunimos alguns dos principais fatores que desencadeiam a crise de enxaqueca. Confira:
Ingestão de certos alimentos: chocolate e queijos fortes² são alguns dos que mais ocasionam a crise. Cada organismo reage diferente aos alimentos e o ideal é anotar o que você comeu antes da crise e evitar esses alimentos.
Jejum prolongado²: evite ficar muito tempo sem comer. O ideal é comer a cada três horas, além de manter uma dieta balanceada e rica em nutrientes.
Privação ou excesso de sono²: nada de virar a noite em claro para estudar. O seu corpo e mente precisam de um bom descanso. Caso contrário, a enxaqueca pode aparecer!
Variações climáticas²: exposição ao frio, calor e umidade também podem desencadear a enxaqueca. 
Tensão e estresse¹: são as causas mais comuns da enxaqueca. O ideal é praticar exercícios, dormir bem, ter bons momentos de lazer e o que mais o ajude a relaxar e diminuir o estresse.
Alto consumo de cafeína¹ [http://anador.com.br/anadoresclarece/e-quanto-ao-chocolate]: combustível para uns, mal para outros. Se você é uma dessas pessoas que sentem dor de cabeça após beber muito café, pode ser um sinal. Evite-o ou diminua a quantidade ingerida.
 
Agora é só seguir nossas dicas, focar nos estudos e mandar muito bem no vestibular! ;)
 
Referências bibliográficas:
1) Neves IAN. Relação entre hábitos alimentares e enxaqueca [monografia]. Brasília: UniCEUB; 2013.
2) Zukerman E, Fernando M, Peres P, Kaup AO. Como diagnosticar e tratar enxaqueca. RBM [Internet]. [acesso em 2015 Set 16]; Disponível em: <http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=395>.