30.04.15

Dicas

voltar

Estresse dá dor de cabeça?

Está comprovado: o estresse aumenta e agrava os episódios de cefaleia, especialmente entre as mulheres. Por isso, aquela expressão metafórica “meu chefe está me dando a maior dor de cabeça” tem bastante fundamento. Situações estressantes, como um desentendimento no trabalho, podem resultar em uma dor de cabeça daquelas.

Em poucas palavras, o estresse é uma resposta do organismo às pressões externas. Para se adaptar às demandas do meio em que está inserido, o indivíduo precisa mobilizar uma energia muito grande.

Os agentes estressores podem ser qualquer evento que altere a rotina diária do indivíduo: entrevista de emprego, provas da faculdade, reuniões. Como resposta ao estresse, podemos ter, dentre tantos outros sintomas, a dor de cabeça.

De fato pessoas que sofrem de estresse estão sujeitas a sofrer mais episódios de cefaleia. E pior: com a dor é ainda mais forte. Para quem já sofre de dor de cabeça do tipo tensional ou enxaqueca, o estresse é um inimigo a ser combatido.

O estresse contribui para o aparecimento de cefaleias entre outras respostas do organismo de natureza cognitiva, comportamental, afetiva ou fisiológica,tais como estados de apatia, insatisfação, fadiga e ansiedade, até distúrbios psicossomaéticos de maior gravidade. Então, devido à forte influência do estresse sobre as crises de cefaleia ou enxaqueca, é importante o seu gerenciamento. Quem está tratando a enxaqueca, por exemplo, deve cuidar do estresse também, já que este fator está intimamente ligado aoquadro doloroso.

Como já imaginávamos, o estado constante de estresse é prejudicial à saúde. E já que uma coisa leva a outra, não podemos nos livrar da dor de cabeça sem antes abordar a raiz do problema. Para ter um melhor convívio com o estresse e evitar a dor de cabeça, veja algumas dicas:

- Tenha uma alimentação balanceada;

- Evite consumir bebidas alcoólicas, tabaco e cafeína;

- Durma bem durante a noite;

- Faça exercícios físicos regularmente;

- Preze pelos momentos de lazer e descanso; Respire fundo e conte até 10 sempre que precisar. ;)

1) Referência: Bernardi MT, Bussadori SK, Fernandes KPS, et al. Correlação entre estresse e cefaleia tensional. Fisioter. Mov. 2008 jan/mar;21(1):87-93 .